quarta-feira, 23 de novembro de 2011

"Cuide da sua vida que eu cuido da minha"

Vez por outra eu leio em alguns perfis de redes sociais coisas do tipo: "Pague minhas contas e ganhe o direito de falar da minha vida"
É, realmente ter pessoas tecendo comentários (às vezes não muito bons) a nosso respeito não é das coisas mais agradáveis.
O grande problema é que, em tempos de twitter, facebook, instagran, bbm, whatsapp e afins, fica dificil não expor a vida a comentários.
A vida dos outros (principalmente os defeitos) é muito mais atraente. E quando nós a expomos através de todas essas redes sociais, aí se torna um prato cheio ao "faladores" de plantão. Até quem não tem esse costume, solta comentários de vez quando...
Resumindo, acho que não adianta reclamar, pois a vida de todos que estão conectados está cada vez mais exposta, e muitas vezes por vontade própria.
Será que também tem gente adepta do "falem bem, falem mal, mas falem de mim"?

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Não haverá neve em Natal! (pelo menos promovida pela prefeitura)

Recebi uma DM no twitter enviada pelo perfil oficial da prefeita Micarla de Sousa contendo o seguinte texto: "(A) Em respeito aos seguidores do perfil. Esclarecemos que é mentirosa essa informação sobre neve na decoração de Natal".
Portanto, nada de bonecos de neve, festivais de inverno, sobretudos, cochecóis, luvas e afins na cidade dos Reis Magos...

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Erros absurdos de português.

Quem acha que tem algum probleminha com a língua portuguesa, tem gente muito pior.

Prefeitura contratará máquina de fazer neve para o Natal.

A decoração natalina de Natal custará a bagatela de R$ 3.754.591,10. Nada assustador, partindo do pressuposto que quase tudo que é "vendido" para a esfera pública o é feito com o preço bem diferenciado (para mais, é lógico).
O que mais me chamou ateção foi que, na informação que li, vai ter uma máquina de fazer neve, que será instalada na árvore de Mirassol. Neve? Será que depois da copa, Micarla vai lançar Natal como sede dos jogos mundiais de inverno?
E eu que ria de Alberto Siva, político piauiense que queria pintar o asfalto das ruas de Teresina de branco para amenizar o calor...

Com informações do blog de Anna Ruth Dantas.

Como desligar as notificações do IOS 5

No iOS 4, havia um controle que permitia ativar ou desligar as notificações, que era encontrado em Ajustes, Notificações. Já na nova vesão do sistema operacional, não existe uma maneira óbvia para desabilitar os avisos no iPhone ou iPad. E se você não quiser desabilitar suas notificações aplicativo por aplicativo, e, ainda assim, quer se livrar delas por um tempo? A resposta para essa pergunta depende de cada situação.

Se o objetivo é ter um sono tranquilo durante a noite (os alertas podem ser barulhentos e iluminados...) enquanto o iPhone carrega, a resposta é simples: coloque o aparelho em modo avião - uma opção rápida para desligar o Wi-Fi, o 3G e a rede do celular. Para fazer isso, abra os Ajustes e toque no interruptor Modo Avião. A quietude durante a noite é imediata, mas impede que o usuário receba ligações de emergência.

Outra opção é desabilitar o wireless e o 3G. Ao fazer isso, dispositivo fica incapacitado de se conectar à Internet, contudo ainda permite que o usuário faça e receba ligações. Para alcançar esse resultado, desligue o Wi-Fi em Ajustes, Wi-Fi e, para o 3G, toque nas opções Geral, Rede, 3G/Dados de celular. Não é tão conveniente quanto o antigo controle de Notificações, mas cumpre o prometido.
Mas e se você estiver fazendo streaming de vídeo de um serviço web e não quer nem mesmo que os banners menos intrusivos do iOS atrapalhem seu filme ou programa favorito? Ativar o modo avião ou desabilitar o Wi-Fi e o 3G interromperia o streaming, já que essas opções desconectam o aparelho da rede.

Sabe a resposta para essa pergunta? Nem nós, porque, por enquanto não existe. Nessa situação, a opção que resta é desligar as notificações de cada aplicativo, um por vez, a partir das configurações do menu Notificações. É uma alternativa longe de qualquer definição de prática, especialmente se você permite que vários apps enviem notificações.

Com informações do uol.com.br

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Congresso Nacional: um paraíso para prostitutas de luxo


Políticos gostam de holofotes, de aparecer. Nem sempre. Também atuam por trás das cortinas, no escuro, debaixo dos lençóis. Em casas noturnas, flats, apartamentos funcionais e até no local de trabalho. Pagando por isso, claro. Como fazem homens em geral, independentemente da atividade profissional, dirão. E especialmente quando têm dinheiro e poder. Por que deputados e senadores seriam diferentes?

O problema é que o negócio da prostituição corre solto nos prédios do Congresso Nacional. Em corredores, gabinetes e às vezes no plenário, garotas insinuantes se oferecem, são agenciadas por cafetões de terno e gravata e cortejadas aberta ou discretamente por algumas de Suas Excelências. Não há liturgia do poder que resista.

O mais grave é que algumas são pagas com o dinheiro público, contratadas por parlamentares para "trabalhar" em seus gabinetes. Mas nos gabinetes não trabalham, naturalmente. Passam todos os dias pelo Congresso só para bater o ponto e receber horas extras. As tarefas que executam são fora do expediente.

A meiaum passou três semanas no Congresso conversando e observando. Garotas de programa só para VIPs abriram suas "caixas de pandora" e revelaram como trabalham. Contaram preferências de políticos que conheceram nos dias de sessões e nas noites de prazer. Agenciadores também falaram sobre suas atividades e tentaram recrutar a repórter.

Jovens que acabaram de chegar à maioridade têm rendimento mensal de dar inveja a marajás. Algumas garotas são bilíngues, moram em bairros nobres, têm o corpo aperfeiçoado por dispendiosas cirurgias estéticas e roupas de grife, geralmente presentes de clientes. "Se os políticos fizerem greve, as putas de Brasília quebram as pernas", afirma uma delas.

I Evangélico e solteiro procura

Cabelos negros, compridos e olhos marcados pela maquiagem exagerada. A beleza não é de chamar a atenção. Por isso ela usa as roupas justas, muito apertadas na região da paixão nacional, em cores fortes. Quase todos têm histórias dela para contar.

Seu trabalho é coletar assinaturas de deputados em projetos de lei. Há muitas meninas fazendo isso nos corredores da Câmara. Ela faz há dez anos, mas não se limita às assinaturas. Não faz cerimônia. Chama muitos parlamentares pelo primeiro nome, com intimidade.

Distancia-se para conversar com um deputado, a jornalista espera. Volta e é clara: "Você precisa ser simpática. Sorria. O deputado gostou de você. Vou arrumar uma 'matéria' com ele para você".

Ela estava se recusando a dar entrevista e não queria falar nem quanto ganha ("menos de R$ 3 mil", cedeu). Só aceitou conversar quando o deputado lhe perguntou quem era a moça com quem falava. "Ele mandou dizer que é da bancada evangélica e é solteiro", cochichou. "Não seja boba! Ele te traz pra cá, para o gabinete dele." Quando o deputado evangélico e solteiro volta, faz questão de apresentá-lo. Ressalta os olhos claros do homem de 46 anos, 20 a mais que a jornalista, e seu alto poder aquisitivo. Salienta que era ela a responsável pela apresentação, enquanto ele conferia o "produto".

Ele foi embora e ela repetia que mandaria a jornalista ao gabinete dele, garantindo que poderia "contar" com ela. Foi quando se sentiu à vontade para revelar que um deputado pagou sua faculdade de Direito, mas ela desistiu na metade. "Fazer Direito para quê? Ficar enfiada em uma salinha? Eu amo colher assinaturas. Amo os parlamentares. Quero fazer isso pelo resto da minha vida." E contou que comprou um apartamento de R$ 200 mil no Guará, valor que não cabe nos R$ 3 mil que diz receber.

Um homem observou a movimentação e aproximou-se: "Ela ganha muito mais por fora. Já saiu com deputados. Mas está mais para agenciadora do que agenciada. Se quiser, te consigo uma vaga aqui e você vai parar rapidinho em um gabinete". Fez a mesma recomendação que a moça da roupa de cores fortes. "É só ser mais simpática e fazer o que pedem. Pode ser amante, mas não precisa ser fixa."

Um bom desempenho poderia render à jornalista até R$ 10 mil por mês, segundo o rapaz.

II O charme das assinaturas

Belas e ousadas. Esse é o perfil das garotas das assinaturas da Câmara. O objetivo é conseguir pelo menos 171 assinaturas para um projeto. Em meio às garotas é possível encontrar poucos homens, e há duas ou três senhoras que já estão lá há anos na função. Poucas meninas não chamam a atenção pela aparência. Nem todas vão além do recolhimento de assinaturas, mas não são poucas as que buscam mais do que isso.

Uma delas, de pernas grossas e quadril abundante, se destaca pelo tamanho do vestido. A jaqueta jeans esconde um pouco, mas nada desmerece as curvas da pequena moça em cima de seu salto 15 cm. Alguns disfarçam, enquanto outros quase quebram o pescoço para conferir o corpo dessa e o de outras meninas. Há parlamentares que nem assinam, mas fazem questão de dar uma paradinha para cumprimentá-las. A simpatia é mesmo arma de trabalho, às vezes exacerbada.

As moças não trabalham todos os dias, apenas em dias de sessão, de terça a quinta-feira. É no banheiro do corredor das lideranças que abrem o bico sobre suas aventuras políticas. "Aquele velho me levou para a tal festinha, como é pegajoso!", revela uma delas, aos risos. Outra dá dicas para aguentar, pois os "presentes valem a pena". Contam detalhes sórdidos sobre as atitudes de Suas Excelências, mas sem deixar escapar demais e se queimar no meio. Outra admite: "Eu adoro as festinhas. Vou a todas".

O colega, homem, em desvantagem na corrida pelas assinaturas, aproveita a ausência das meninas para revelar segredos: "Aquela ali mesmo era ninguém aqui. Andava de jeans e camiseta. Hoje posa em cima do salto e vestidinho brilhante, contratada pelo gabinete de um deputado". Diz que já viu meninas que ganhavam R$ 3 mil sem nenhum contrato com a Casa receberem bônus de até R$ 15 mil. "Deputado não mede esforços para conseguir o que quer, se é que você me entende", conta o rapaz. "Você não tem vontade de colher assinaturas também? Tem gente aqui que ia gostar de você", pergunta, no intuito de também ganhar um por fora.

III O ponto das mexericas

São 19 horas de terça-feira. O movimento nos Anexos II e IV da Câmara aumenta consideravelmente. É hora de bater o ponto. Pessoas chegam com filhos vindos da escola, vestindo moletom ou roupa de academia, para não perder as horas extras. As meninas se destacam. Há as que chegam de chinelo, correndo para não perder o horário, outras com os cabelos molhados, roupa justa. Entram e não demoram cinco minutos para se afastar. Têm de ser discretas. As mais espertas entram pela parte de trás do Anexo IV e pegam carona na parte da frente. Assim, fica mais difícil desconfiarem da maracutaia.

No dia seguinte, a jovem dos cabelos molhados chega religiosamente no mesmo horário. Dessa vez um pouco mais calma. Entra, volta poucos minutos depois e fica sentada no fundo do prédio. Acende um cigarro, lancha, conversa com um comerciante que fica por ali. Em dia de sessão extra, é preciso ficar pelo menos até as 20h30 para ganhar um adicional no fim do mês.

Os motoristas das autoridades as apelidaram de mexericas. Recebem uma grana, têm crachá, batem ponto e estão na lista de funcionários, mas trabalho que é bom, nada. A não ser que prestem serviço fora da Casa. "No Anexo IV é mais fácil burlar, no II o serviço é técnico e tem gente de olho", diz um funcionário há 15 anos lá.

Um homem apontado como agenciador de garotas aperta os olhos e reduz o volume da voz para falar: "Cada deputado tem R$ 60 mil para fazer nomeações. Pode chamar quem quiser, inclusive as amantes. Sai mais barato pagar uma garota pra não vir trabalhar do que ter gasto dobrado, não é?" Para ele, bobos são os que se satisfazem com R$ 1 mil mais transporte e alimentação para virarem laranjas. "Elas, não. Ganham muito bem, têm status de funcionárias da Casa e nem ficam aqui. Podem trabalhar por fora." E finaliza: "Tá interessada?"

IV Esforço que compensa

As duas moças têm beleza e grande poder de sedução. Fazem sucesso no Congresso. A mais famosa é uma loira que já ganhou de jantares românticos nos restaurantes mais caros da cidade a propostas de programa com direito a voo de jatinho. Contratada pela Câmara, desfila pelos corredores com sua beleza estonteante, que deixa até outras mulheres babando. É concorrente forte.

Apaixonados sem cacife para passar uma noite com a moça dizem que ela já foi mais humilde. "Cobrava R$ 700, mas, depois de desfilar com o mais cotado dos parlamentares e o maior fã de garotas de programa, já pede R$ 1.200 por uma noite." Apesar de trabalhar para outras pessoas, escolheu seu preferido e costuma passear com ele pelos corredores da Câmara. Ela é o biótipo de que ele gosta, por isso tem o privilégio de ser a garota eleita. "Ela é tão encantadora que tem homem sofrendo de amor, pagando presentes caríssimos para conquistá-la, mas ela prefere o dinheiro e só satisfaz aqueles dispostos a pagar-lhe", revolta-se um admirador.

A outra não mediu esforços para fazer contatos no Congresso e conseguir uma carteira de clientes de respeito e contas bancárias milionárias. A espertinha conseguiu crachá falso que lhe dava acesso ao plenário, onde podia fazer, literalmente, o corpo a corpo com os deputados. Certa vez, armou uma confusão e foi barrada pelos seguranças, que descobriram a falcatrua do crachá.

E quem disse que isso a impediu de conquistar seu objetivo? Já havia tido o tempo necessário de fazer "amizade" com parlamentares e garantir um lugar ao lado deles no elevador de autoridades, onde não importa o crachá, mas o poder do deputado ou do senador. Segurança algum ousa levantar a voz para ela. Fez, aconteceu e conseguiu uma vaga no Senado. Trabalhava no cerimonial, mas foi demitida pelos sucessivos barracos que aprontava. Foi indicada para trabalhar na Procuradoria-Geral da República, onde passava apenas para deixar a bolsa e voltar ao Congresso para dar duro. Bastaram os três meses de experiência para ser demitida e voltar ao Senado, no emprego em que está até hoje.

E ainda aproveita para fazer propaganda do negócio que mantém fora, com serviços que custam R$ 1.200 por noite.

V A calcinha vermelha

A noite brasiliense é um paraíso para as aventuras de políticos. Os lugares favoritos são a casa de shows Pathernon, no Setor de Indústrias Gráficas, e a boate do Hotel Bonaparte, na Asa Sul. Abrigam as jovens mais bonitas e mais caras e os ambientes mais discretos. Seguranças, motoristas e assessores figuram como amigos, para que ninguém desconfie de nada. Elas comem e bebem do bom e do melhor por conta de Suas Excelências.

"Sempre me alimento melhor quando o cliente é político. Eles querem mostrar que podem e nisso não economizam." Miriam é encantada por eles. Na cama da menina de 18 anos, eles se transformam em pessoas carinhosas, preocupadas, atenciosas: "Está com frio? Eu cuido de você". Se é governador então, melhor ainda, ela diz. Ela não se esquece do prefeito mineiro que atendeu durante uma das marchas dos prefeitos. "Ele continua me ligando, mesmo não estando aqui."

Diz que o dinheiro dos políticos garantirá a ela, em breve, um apartamento no Sudoeste. Por hora, preocupa-se apenas em se manter bonita e pagar o aluguel de R$ 2 mil do flat no bairro nobre. Em julho, nas férias, aceita fazer programa com pessoas de menor poder aquisitivo. Cobra R$ 400 a hora, dependendo do tipo de trabalho. "É apenas para manter o meu padrão de vida, mas eu gosto mesmo é quando o Congresso está funcionando. Ganho muito mais."

Sem os políticos, diz, "as putas da cidade quebram as pernas". Foi com um deputado nordestino que teve uma de suas noites mais inusitadas. Achou que a calcinha vermelha rendada que ele tirou do bolso do paletó era presente para ela. Ainda agradecia quando o deputado deixou-a boquiaberta: ele se despiu e vestiu a lingerie. "Ele desfilava pelo quarto como uma lady. Andava na ponta dos pés, sorria, parecia uma miss."

Enquanto ela sorria discretamente e o elogiava, descobriu que seu papel naquela madrugada não seria o da menina inocente e sedutora, mas o do homem da relação. Depois disso, nunca mais o viu.

VI A gaveta das notas de R$ 100

Mesmo recebendo R$ 26 mil por mês, fora verbas indenizatórias, há parlamentares que pechincham muito ao negociar com as garotas de programa da cidade.

Viviane, loira de seios naturalmente fartos, não aceitou barganhar com dois deles, que pediram que ela e a amiga baixassem o preço do programa no apartamento funcional. "Nunca faria isso. Deveriam é pagar melhor. Eles roubam dinheiro do povo, incluindo o meu, e não perderia a oportunidade de tirar uma boa verba deles." Viviane os conheceu em um famoso restaurante da Asa Sul. A sofisticação dela chamou a atenção dos dois parlamentares. Ela bebia um uísque Jack Daniel's quando foi abordada. Disse que sairia com as duas excelências se eles estivessem dispostos a pagar. Eles aceitaram, mas só reclamaram do preço no encerramento dos trabalhos.

A loira prefere sair com altos funcionários do governo. Foi com eles que conheceu uma mansão no Lago Sul, com piso de mármore Carrara e um quarto com uma gaveta de mais de um metro de comprimento, de onde um dos clientes tirava notas e mais notas de R$ 100 para impressioná-la. O grande trunfo da jovem de 24 anos, que chega a ganhar R$ 30 mil por mês, é um lobista famoso. "Ele tira bolos de dinheiro do bolso para pagar tudo", conta. Já o viu gastar R$ 2 mil em um jantar para quatro pessoas em um restaurante.

Viviane ainda não está satisfeita. Quer o contato de uma mulher que promove festas no Lago Sul para políticos, com a presença de mulheres famosas e capas de revista, cujos programas saem por, no mínimo R$ 13 mil. "E ainda quero desfilar no Congresso para incrementar minha renda."

VII 19 anos, R$ 25 mil na bolsa

Morena, 1,63 metro, 55 kg, cabelos negros, 400 ml de silicone em cada seio, 19 anos. É no Pathernon que Rayka mostra o corpo e o talento para atrair homens. "O segredo é não se atirar. Quem tem dinheiro gosta de seduzir." Enquanto as colegas partem para cima dos engravatados, ela joga o charme de longe.

É quando prefeitos, clientes assíduos da casa quando estão na cidade, não economizam para conseguir uma noite com ela. Cinco meses atrás, morava em Goiânia e ganhava pouco. Hoje tira R$ 25 mil por mês, fora presentes, como R$ 4 mil em roupas em um shopping caro da cidade. Tudo graças aos clientes financeiramente favorecidos, como empresários e parlamentares, além dos "queridos prefeitos" que pagam até R$ 3 mil para uma noite com a moça. "Sou a mulher que eles querem que eu seja. Executiva, moleca, devassa. Eles me pagam para isso." Já fez papel de namorada, de sobrinha. Para isso, estuda espanhol e inglês. Precisa estar sempre disposta, social e apresentável para não levantar suspeitas. Goianos e gaúchos são os mais seduzidos pelos encantos de Rayka. "Também são os mais exigentes", assegura. Na hora da fantasia, vale tudo, com pagamento sempre em dinheiro, não importa o valor.

Programa bom é programa ilegal

Garotas de programa circulam abertamente pelo Congresso, mas deputados e senadores não querem reconhecer a profissão que elas exercem. Em 2003, o então deputado Fernando Gabeira, do Partido Verde, apresentou proposta de regulamentação da profissão, com base em reivindicações de organizações da categoria. Ouviu mulheres que já haviam abandonado o sexo como trabalho e outras que ainda sobreviviam disso.

Mas de nada adiantaram os depoimentos dramáticos de mulheres que sofrem nas mãos de cafetões. Em 2007, o relator na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), ACM Neto (DEM-BA), deu parecer contrário e a proposta foi derrotada.

Gabeira afirma que ACM Neto tem uma visão equivocada do projeto, achando que aprová-lo seria uma afronta à família. "Essas mulheres usam o corpo para sustentar suas famílias", diz. O ex-deputado pega no ponto: "É um problema de consciência e contradição no discurso".

O projeto de Gabeira previa fiscalização profissional e, com isso, o risco ao já ilegal emprego de agenciadores, que fazem a intermediação entre os parlamentares e as garotas de programa. Gabeira diz que um grupo de deputados tenta ressuscitar o projeto e colocá-lo em tramitação. As organizações não governamentais envolvidas no assunto tentam fazer um movimento em prol do projeto, mas não há nenhuma garantia de que seguirá adiante.

Já o deputado João Campos (PSDB-GO) pretende acabar com a prostituição. Apresentou um projeto de lei que criminaliza o pagamento por serviços sexuais. Outras propostas parecidas já foram apresentadas e arquivadas, como a do então deputado Elimar Máximo Damasceno, eleito pelo extinto Prona em São Paulo.

Com informações do brasil247.com.br

Revolta de deputada carioca cala seus colegas na AL

Deputada Cidinha Campos, no plenário da AL do Rio, desabafa. Foi no ano passado, mas pode e deve servir de exemplo!

Será que isso acontece em outro lugar?

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Amigos para sempre. Será mesmo?


Hoje vi a foto do ex-diretor do IPEM sendo levado à delegacia num carro da polícia e ele com o rosto coberto.
Bem diferente de algumas fotos tiradas tempos atrás em festas caras, em companhia de pessoas consideradas do high society natalense (aliás, qual o critério e quem avalia pra se entrar nesse tal high hehe).
É, não deve ser fácil...
Quantas promessas de amizade ele deve ter ouvido. Quantas vezes alguém "bateu no peito" e disse - apontando para ele - "Esse meu amigo, meu irmão." Ou numa conversa de bar, ao falarem no nome dele, disseram "Rychardson é meu brother, conheço ele há xxx anos. Meu amigo demais". E por aí vai.
E quantos desses "amigos, irmãos, brothers, chegados e etc" foram à delegacia prestar a mínima solidariedade ou apoio?
Quantos hoje, devem dizer com orgulho que são amigos dele?
Quantos dos que tiraram fotos com ele em lanchas, festas, casas de praia, apartamentos, viagens e etc, vão lá para, não tirar uma foto, mas estender uma mão.
Se for provado o que ele - Rychardson - fez, tem que pagar e caro. Lugar de ladrão é na cadeia.
Mas lugar de amigo, pelo menos para mim, é do lado, sendo AMIGO de verdade.
Por isso valorizo cada dia mais os pouquíssimos amigos que tenho, e isso inclui minha família.
PS - Parece que, quanto mais alta a classe social, menos verdadeiras e mais por interesse são as amizades
PS 2 - Será que ninguém que andava com ele desconfiava de nada? Sei, sei...

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Você passa mais tempo com seu namorado (a) na cama ou com seu note?

Um estudo revelou que casais estão gastando mais tempo olhando para seus laptops no quarto do que olhando um para o outro no quarto. A pesquisa inglesa alerta que as pessoas estão colocando em risco suas relações por causa destas tecnologias na cama. Mais de dois milhões de britânicos foram entrevistados, e o estudo descobriu que 23% delas costumam usar laptops ou outros gadgets na cama antes de dormir. Christine Northam, uma conselheira de relacionamentos do site inglês Relate, advertiu que a obsessão com a tecnologia pode levar a problemas de relacionamento. "A tecnologia moderna nos oferece ferramentas brilhantes, mas quando seu uso se torna excessivo e chega na cama, pode realmente atrapalhar os relacionamentos. A tecnologia é uma grande distração e pode levar os outros a pensar que você quer evitá-los", disse. A especialista em relacionamento aproveita para dar dicas de como sair desta situação: "uma conversa calma é uma ótima maneira de se conectar com amigos e familiares. Precisamos ter um tempo para falar cara a cara. Quando você está na cama é o momento perfeito para se 'desligar' da tecnologia e 'sintonizar' o seu relacionamento", concluiu. Fonte: techtudo.com.br

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

"Natal é o caso mais emblemático de incompetêcia"

Deu no UOL.com.br

O Palácio do Planalto mandou avisar: está acesa a luz amarela do PAC da Copa quanto aos prazos de entrega das obras de mobilidade urbana, consideradas como herança benigna do maior evento do futebol mundial. Alguns projetos estão tecnicamente condenados por problemas de orçamento básico.

Mais técnica que política, a presidente Dilma Rousseff quer todas as obras previstas dentro de um cronograma de metas o mais rápido possível. Dos 55 projetos apresentados para captação do dinheiro do Fundo de Garantia, via Caixa Econômica Federal, apenas 38 foram contratados. O governo federal tem R$ 7,8 bilhões para financiar as obras, mas alguns projetos estão sendo reprovados. Mesmo os projetos contratados podem ter sua abrangência reduzida dramaticamente, caso a obra não seja entregue até dezembro de 2013.


O motivo para a rejeição de mais de 31% das propostas é a falta de competência técnica das prefeituras e governos estaduais que compõem as 12 sedes da Copa-2014, na elaboração correta das propostas e plano executivo das obras.

Em entrevistas, a presidente vem usando a chamada vacina contra o descrédito da população, afirmando que “todas obras serão entregues no prazo previsto”. Mas nos bastidores de Brasília, nove pessoas estão dobrando o horário para estudar as planilhas na Secretaria de Mobilidade Urbana, do Ministério das Cidades. A chefe do grupo, Luiza Gomide, tem deixado de almoçar para cumprir a meta de consolidação dos dados.

“Acho que os projetos foram feitos com alguns problemas na origem: falta de análise para licenciamento do Ibama; falta de análise de custos sobre desapropriações e reassentamentos urbanos. É um problema de cultura, mesmo. Nós estamos aprendendo com tudo isso, mas a presidente quer datas e responsabilidade na execução das obras. Vamos atendê-la”, explicou a diretora executiva da Secretaria de Mobilidade Urbana, órgão que existe desde 2003.


Um político de Cuiabá (MT) que responde a mais de 50 processos por improbidade administrativa está levando a cidade a construir uma linha de trem que vai custar mais de R$ 1 bilhão aos cofres públicos e que, de acordo com laudos técnicos e opinião de especialistas em transporte urbano, absolutamente não é necessária na cidade.


Dois casos merecem destaque especial e devem cair na malha fina do Planalto: Cuiabá e Salvador. A primeira sede apresentou projeto de corredor expresso de ônibus a um custo de R$ 323 milhões, com financiamento de 95% por parte da Caixa Econômica Federal (FGTS). Agora, surgiu um projeto de VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) com preço muito mais alto. O tempo para finalizar as obras é curto.

Na avaliação do ministro do Esporte, Orlando Silva, nenhum projeto que tenha custo alterado será beneficiado pelo PAC da Copa. “ Esses governos municipais e estaduais deverão procurar outras fontes de financiamento. O governo quer a data limite de 31 de dezembro de 2011 para liberar o dinheiro de mobilidade urbana da Copa. As obras que puderem ser entregues até dezembro de 2013 ficarão no pacote. Quem não puder, ficará de fora do PAC”, explicou Orlando Silva.

Luiza Gomide conhece esses projetos de cor: “Salvador e Cuiabá estão mudando os projetos. Nada temos contra o transporte VLT mas duas perguntas precisam de respostas imediatamente: esses projetos podem ser entregues no prazo? Qual a maneira mais apropriada de fecharmos essa planilha de responsabilidade sobre a obra toda? Estamos refazendo essas perguntas nessa consolidação de dados, pedida pelo Planalto”, comentou a diretora executiva, Luiza Gomide.

Quatro sedes sem projetos

Brasília iniciou a formatação de dois projetos de mobilidade urbana a um custo R$ 364 milhões com 95% de financiamento pela CEF. Um dos projetos tentaria montar a estrutura para operação do VLT em seis quilômetros de extensão com quatro estações. O segundo projeto iria melhorar o acesso ao aeroporto pela rodovia DF 047. Nada disso foi aprovado até agora. Manaus também apresentou dois projetos de monotrilho a um custo de R$1,3 bilhão para 20 quilômetros de extensão, 9 estações e 10 trens. A CEF bancaria 42%, mas nada foi contratado até o momento porque o projeto não cumpre todo o protocolo de viabilidade ambiental e social.



Natal parece ser o caso mais emblemático de incapacidade técnica para formatar um projeto de grande magnitude. O estádio é o mais atrasado de todas as sedes. As obras de mobilidade urbana foram desenhadas em 3 projetos para melhoria das vias públicas e construção de viadutos. Tudo a um custo de R$ 441 milhões, com financiamento de 85% por parte da CEF. Nenhum projeto atende as exigências básicas do Ministério das Cidades.

Recife aparece com 5 projetos para a construção de um corredor de ônibus, melhorias urbanas, viadutos e metrô. Custo de R$ 880 milhões com 76% de financiamento federal. Nada foi contratado até agora.

Fortaleza montou sete projetos entre VLT e corredores de ônibus (BRT). O custo total chega a R$ 562 milhões, com financiamento federal de 72%. Apenas 2 projetos estão contratados mas o quadro de execução também é crítico.

Na opinião da diretora executiva da Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, o governo vai mudar sua atitude a partir do programa que beneficiará cidades com mais de 700 mil habitantes. “Para evitar problemas de orçamentos tecnicamente comprometidos como no PAC da Copa por falta de inclusão de vários itens como impacto ambiental e reassentamento urbano, exigiremos isso com antecedência”, explicou Luiza Gomide.

O programa de aceleração de crescimento para as 25 cidades com mais de 700 mil habitantes vai liberar R$ 18 bilhões para obras de transportes urbanos, nos próximos meses. “Nós vamos financiar o desenho do projeto. O prefeito terá de cuidar de seu plano diretor e seguir o protocolo a partir de suas necessidades estratégicas. Alguns projetos do PAC da Copa estão com contas abaixo do necessário. Agora, a soma não bate”, concluiu Gomide.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Jantar de Agosto da Associação de Gastronomia do RN


O Abade de Petrópolis, localizado no Alamanda Mall - e que está lançando seu novo cardápio - é o local escolhido para para jantar de agosto da Associação de Gastronomia do RN.
O Chef Eugênio Cantídio será o responsável por produzir as seguintes obras de artes culinárias:

CARDÁPIO

- Entrada

Tartár de bacalhau abade

- Primeiro prato

Fettuccine com camarão e lagosta ao molho de creme de leite fresco e parmesão

- Segundo prato

Confit de pato ao molho de laranja e gengibre

- Sobremesa

Mil folhas em banho de frutas vermelhas

- Café com petit fours

O jantar começa às 20:30 hs do dia 24/08/11, e os convites podem ser adquiridos pelo telefone (84) 8865-8000 - Marcelo Dieb, ao valor de R$ 80,00/unidade. Vale lembrar que são apenas 60 (sessenta) lugares.

Ainda tem sorteio de brindes dos parceiros CITROEN e VENTO ALISIOS RESIDENCIAL.


quarta-feira, 3 de agosto de 2011

O América já jogou no Frasqueirão (e não foi contra o ABC)

Em virtude da reforma do Estádio Machadão em 2007, o América jogou o campeonato potiguar de 2007 no Marias Lamas. Maiores problemas? Ao meu ver nenhum. O ABC cobrou o que achou que era certo, o América pagou e ponto final.
Agora, em virtude de uma declaração infeliz de Clóvis Emídio - não a pessoa física e sim o então presidente do América - os ânimos estão exaltados. E com razão. Imaginem a situação inversa.
Agora, Clóvis pode dar todas essas declarações. Não tem mais o efeito de outrora. Hermano Morais tenta contornar uma situação criada por um torcedor apaixonado que estava num local que não permite tais atitudes. E, como diz uma amiga minha, "tapas dadas e palavras ditas, nem deus as tira".
Feliz ou infelizmente, a gestão de um clube de futebol deve ser feita de forma racional, principalmente para se tirar o maior beneficio possivel da paixão que ele desperta nas pessoas. Não dá para misturar as coisas.
Chamar o Maria Lamas de "chiqueiro", "lamão", etc, etc. é papel de torcedor, em mesa de bar. Pena que um desses torcedores estava na mesa da presidência do América.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Copa em Natal, vai mesmo acontecer?

Copa de 2014, será que acontecerá mesmo em Natal? Existem alguns pontos à serem observados:

- Políticos adoram ser "os pais da criança". E, para a Copa, aqueles que posaram na foto como os responsáveis por conseguirem que Natal fosse escolhida como uma das sedes não dizem mais uma palavra a respeito. Leia-se Fábio Faria, Henrique Alves, Wilma de Faria, José Agripino, etc.

- Com os projetos de Mobilidade Urbana, que vem junto com a copa, Natal deverá parar. Imaginem todas essas obras, da dimensão que são propostas, tendo que ser executadas ao mesmo tempo - por causa do calendário. Numa cidade onde uma simples batida de carro já gera um transtorno terrível, imaginem obras de gigantescas de Nova Parnamirim à Zona Norte.

- Haverá mão-de-obra especializada para atender a demanda dessas obras e da construção do estádio? Com a construção civil em alta por aqui, pedreiros, mestres-de-obra e etc. estão em falta HOJE no mercado, avaliem então numa demanda maior.

- Sem contar que ainda NADA de prático foi feito. O tempo está passando. E as coisas para acontecerem na esfera pública NORMALMENTE demoram bem mais do que na esfera privada.

Esses são alguns sintomas que uma pessoa de fora dos bastidores observa. Estou totalmente descrente de que Natal será sede da copa de 2014.

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Eu sou AMÉRICA e tenho ORGULHO de ser.






"Ainda que só reste eu na arquibancada, sozinho irei torcer para o América. Provocarei os inimigos, e calarei a boca daqueles que dizem que o nosso clube está acabado. Somos torcedores; gritando, torcendo, vibrando... Incentivando os guerreiros em campo. Não há lugar para outro time no nosso coração, só quem é América sabe entender a razão desta paixão. Gritamos, torcemos, cantamos o hino; trazemos no peito este amor desde menino. As palavras se perdem ao retratar esta paixão, porque indescritível é tamanha emoção! Estamos aqui na arquibancada, e lá embaixo está o nosso Mecão; Correndo, lutando, jogando... Pressionando e abatendo o adversário. Colecionamos vitórias memoráveis, celebramos títulos incontestáveis, somos torcedores do Glorioso AMÉRICA FUTEBOL CLUBE. Das torcidas, somos a mais Apaixonada do nordeste inteiro. Quando morrer o último torcedor Alvi-Rubro, não é sinal que o Clube irá acabar; É um sinal dos novos tempos, onde o futebol mudou de lugar."

PARABÉNS E OBRIGADO AMÉRICA FUTEBOL CLUBE!

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Pornografia na net para mulheres. Um negócio bilionário.











A net realmente está acabando com vários tabus. E o sexo, que para muitos é o maior, não poderia ficar de fora desta lista. A reportagem abaixo, publicada no site da "Veja", fala de como a pornografia na internet vem conquistando cada vez mais consumidoras, e por consequencia, produções especializadas para esse público, que, gasta bilhões de dólares na hora de consumir esse produto. As empresas brasileiras especializadas estão começando a descobrir esse filão tão "gostoso".


"Um dormitório da casa da família Balboa, em Recife, mantém sua porta fechada durante toda a noite. Lá dentro, sentada diante de um computador, uma pessoa conecta o fone de ouvido na máquina e atravessa a madrugada com os olhos grudados no monitor, assistindo a quantos vídeos aguentar, até ser vencida pelo sono. O restante da noite é gasto na troca de mensagens com contatos em redes sociais ou salas virtuais de bate-papo, à procura de mais filmes do gênero consagrado como "pornô". É assim que a fotógrafa Tati, de 27 anos, gosta de gastar o tempo livre.

Ela faz parte de um número crescente de mulheres que apreciam pornografia na internet – e investem nisso tempo e dinheiro. Sim, a exemplo de games, computadores e futebol, esse também não é mais um território exclusivamente masculino. "O consumo de conteúdos pornográficos foi tradicionalmente comum entre homens. Porém, aos poucos, temos observado esse comportamento também entre mulheres", diz Marco Scanavino, responsável pelo Ambulatório de Impulso Sexual Excessivo do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas. "A pornografia passou a fazer parte dos recursos válidos para buscar a satisfação sexual - uma busca que hoje é vista como um direito."

Números do mercado pornô ratificam a observação clínica de Marco Scanavino. A Vivid Entertainment, um dos principais estúdios da indústria de conteúdo adulto americana, já constatou a ascensão das mulheres entre seus clientes. Em quase três décadas, a participação do público feminino nas vendas praticamente dobrou: segundo a companhia informou a VEJA, atualmente, as consumidoras respondem por até 40% do faturamento da marca.

A Vivid não está instalada em Hollywood propriamente. Mas fica perto dali, no Vale de São Francisco. Estima-se que, em 2009, o local abrigava cerca de 200 produtoras do gênero, que empregavam 1.500 atores, produziam 11.000 filmes (algumas produções são quase caseiras, rodadas em três dias) e movimentavam cerca de 13 bilhões de dólares, segundo números levantados pelo jornal The New York Times. Se a participação das mulheres nesse bolo for comparável à que elas mantêm na Vivid, significa que elas gastam o equivalente a 5,2 bilhões de dólares com pornografia só no mercado americano.

O crescente interesse feminino forçou até uma mudança nos filmes. Criou-se uma pornografia feminina. "São filmes completamente diferentes dos feitos para homens", diz a produtora de conteúdo Roberta, de 27 anos, que trabalha em uma agência de publicidade e prefere não revelar seu nome verdadeiro. "Nos pornôs usuais, não existe uma trama que leva ao sexo, e os atores em geral já começam a história despidos. A safra de obras para mulheres aposta mais na história e na sutileza."

A segmentação já rendeu até uma premiação. A Good For Her – instituição canadense híbrida de sexshop e centro de educação sexual – organiza há seis anos o Feminist Porn Awards (Prêmio de Pornô Feminista), que chegou à sexta edição neste ano. Segundo seus organizadores, o prêmio existe porque o público está cheio de pornografia "degradante e clichê". "Percebemos que não era suficiente criticar filmes adultos por não representar adequadamente a sexualidade da mulher – e, em muitos casos, até a do homem", afirma a organização em seu site.

Empresas brasileiras também começam a explorar esse segmento. É o caso da produtora Brasileirinhas. "Elas querem beijo na boca, mais enredo e um figurino mais cuidado. É pornô com romantismo", diz Katia Teixeira, porta-voz da empresa. "Nos filmes para homens, normalmente o sexo é mais pesado e a capa do DVD já contém uma cena explícita."

Do prazer à compulsão – A fotógraga Tati estima que dedica ao menos quatro horas diárias ao consumo de vídeos pornográficos na internet. E reconhece que tamanha dedicação acaba roubando horas de outras atividades. "Às vezes, falta tempo para estudar. Eu gostaria de fazer uma pós-graduação, por exemplo", diz. Este pode ser um sinal de alerta, avisa o psiquiatra Marco Scanavino. Segundo o especialista, o interesse pela pornografia – a exemplo de qualquer outro hábito – pode se tornar uma compulsão, sexual neste caso. "Quando isso acontece, a vida sexual do indivíduo acaba interferindo em sua vida social, ocupacional, conjugal e assim por diante", diz.

O psiquiatra ressalta que não é a quantidade de horas dispendidas na apreciação dos vídeos que caracteriza a compulsão. "O problema se revela quando a pessoa tem sua rotina afetada de forma negativa: começa a chegar atrasada no trabalho, não conseguem se concentrar, passa a ter prejuízos financeiros, por exemplo."

Apreciadoras do cinema pornô apontam ainda outros efeitos colaterais. Para a blogueira Juliana, de 39 anos, a maior dificuldade foi revelar o prazer a amigas. "Conversei com minhas quatro amigas mais próximas: nenhuma delas se interessa pelo assunto. Não me sinto uma extraterrestre, mas sei que o número de garotas que curtem pornografia ainda é pequeno", afirma. Problema maior ainda surgiu na hora de explicar o "hobby" a namorados – e ao marido. "Isso é um incômodo em meus relacionamentos."

A partir dos anos 60, e pelas décadas seguintes, filmes e revistas pornográficas foram alvos centrais do movimento feminista. Eles fariam da mulher um objeto e incentivariam a violência contra ela. Nos anos 90, a crítica cultural americana Camille Paglia comprou briga ao romper com esse ponto de vista. "A pornografia não causa o estupro e a violência, que a antecedem em milhares de anos", dizia ela. "A pornografia é uma arena pagã de beleza e vitalidade. Ela deve quebrar todas as regras, ofender toda moralidade."

Para as novas consumidoras de pornografia, debates como esse são arcanos. Pertencem a outra época. Desde que feita e consumida por adultos (o que exclui produções criminosas que envolvem, por exemplo, a pedofilia) a pornografia diz respeito à intimidade dessas mulheres, e não ao escaninho das questões políticas. No lugar da discussão que marcou o feminismo surgem, no entanto, outras preocupações - a tratar no consultório do psiquiatra, ou no divã do analista. "

quinta-feira, 7 de julho de 2011

"Tiro de misericórdia"

Para quem ainda não sabe, Alfredo Nascimento era Ministro dos Transportes. Após denúcias de mensalão, superfaturamento e enriquecimento ilícito, ele foi demitido. Segundo uma jornalista, o "tiro de misericórdia" , foi dado em Alfredo por Dilma quando ela não o chamou para uma reunião. Pronto, ele estava demitido, volta ao senado, não tem mais CPI e caso encerrado.
Fica apenas a questão. Por que para a maioria da imprensa - e por consequencia, da população - a demissão de um politico do seu cargo, quando o mesmo comete um crime, é a grande punição que ele pode sofrer? Por que tanta aceitação com tamanho "castigo"?
Para os políticos do Brasil, "o tiro de misericórdia" tem o efeito de um disparo de espingarda de chumbinho, a uma distânica de 200 metros, feito por um cego.
Sabe o que é pior? Ter que escutar: "A justiça virá nas urnas", etc, etc...

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Graças ao skype, é possível fazer videochamadas pelo Facebook

Anúncio foi feito pelo CEO da rede social, Mark Zuckerberg, em evento ao vivo transmitido pelo próprio Facebook.

Cercado de grande expectativa, o Facebook finalmente revelou nesta quarta (6) a "novidade incrível" que havia prometido semana passada: a integração da rede social com o serviço de telefonia via internet Skype.

A parceria já vinha sendo apontada como a mais provável jogada da rede, e é uma resposta de impacto à chegada do Google+, a rede social da grande concorrente Google, que trouxe como um de seus principais recursos a possibilidade de fazer videoconferência com os amigos – o Hangout.

Com o acesso aos mais de 750 milhões de usuários do Facebook, a parceria também é um bom negócio para a Microsoft, que investiu nada menos de 8,5 bilhões de dólares para comprar a Skype. A rede de Zuckerberg e o Skype já tinham uma parceria anterior, para integração dos dados do FB no serviço de VoIP.

Usar o serviço é bem simples. A partir da lista de contatos do usuário, basta selecionar alguém e selecionar "Iniciar uma chamada por vídeo", cliando no ícone da câmera. Também será possível montar grupos para videoconferências, tal como no Hangouts. Não é preciso baixar o Skype, apenas um plugin de 482KB. "O videochat do Facebook é tão fácil que até a pessoa que menos sabe mexer no computador vai conseguir fazer ligações", disse um dos executivos da rede durante o anúncio.


Recurso de videochamadas já pode ser configurado

“Quando um usuário ligar para um amigo, irá surgir uma janela de aviso. Se quiser atender, é só baixar o plug-in e iniciar a conversa por vídeo”, disse Zuckerberg.

Para o lançamento do recurso, a rede social redesenhou o aplicativo de chat. Agora, uma janela lateral (sidebar) mostra os amigos para quem você manda mais mensagens. Essa janela ajusta-se ao tamanho da janela do navegador, e aparece automaticamente quando há espaço no desktop do usuário.

A videochamada estará disponível para todos nas próximas semanas, mas "se você não quiser esperar, basta acessar essa página, diz o anúncio sobre o novo recurso. A página ensina como configurar o recurso, mas, durante os primeiros testes do IDG Now!, ele não funcionou – as mensagens de erro variaram. O Facebook também publicou um vídeo para demonstrar o sistema.

Para o CEO do Skype, Tony Bates, o acordo "faz todo o sentido em termos de negócio". De acordo com o executivo, o objetivo é fazer a empresa crescer o máximo possível, e por isso a integração com o Facebook é bem-vinda. Ele disse que não espera um abandono da plataforma do serviço rumo ao Facebook, e que ambos negociam produtos pagos dentro da rede social.

"Estivemos ocupados fazendo coisas nas últimas semanas, e hoje começamos a temporada de novidades 2011", disse o CEO do FB. É bem possível que o próximo anúncio seja sobre o aplicativo para iPad, dizem os analistas.

Com informações do idgnow.com.br

sexta-feira, 1 de julho de 2011

quinta-feira, 30 de junho de 2011

A revolução das mídias sociais



O vídeo de mesmo nome do título do post mostra, em alguns números, a revolução a que estamos passando com a internet e as mídias sociais.
PS - O termo ROI, que aparece no vídeo significa Return On Investiment, numa tradução literal, Retorno Sobre Invetimento.

Sogra fala mal da nora e cai na net

Deu no uol.com.br

O que nasceu como uma rusga familiar virou piada nacional na Grã-Bretanha depois que o email de uma mulher repreendendo os supostos modos “grosseiros” de sua futura nora foi parar na internet.

Carolyn Bourne, 60, proprietária de uma fazenda de rosas de Devon, na costa oeste da Inglaterra, está sendo chamada de “sogra dos infernos” desde que o seu puxão de orelha na nora Heidi Withers, 29, se transformou em viral na internet, foi notícia em praticamente todos os jornais britânicos e virou alvo de debate em programas matinais de TV nesta quinta-feira.

O e-mail foi escrito após uma visita de Withers e seu noivo, Freddie, à casa de Bourne, em Devon. “Já está na hora de alguém lhe explicar sobre bons modos. Os seus obviamente não existem, sinto pena de você”, escreve a sogra.

A mensagem foi encaminhada pela nora para algumas amigas, que por sua vez a enviaram a outras pessoas, que por sua vez passaram o e-mail adiante e assim sucessivamente, até que o texto se espalhou "viralmente" e caiu no conhecimento geral do público.

Ao reproduzir trechos do e-mail, como fizeram outros meios de comunicação britânicos, o jornal The Independent resumiu o espírito das reportagens que têm circulado no país sobre o caso: “O casamento já ia ser difícil. Agora promete ser excruciante."

Leia trechos do email:

“Eis alguns exemplos da sua falta de modos:

Quando estiver hospedada na casa alheia, não declare o que você come ou não come, a não ser que tenha alguma alergia.

Não comente que não teve comida o suficiente.

Não comece antes de todo mundo. Não se sirva novamente sem ser convidada por seu anfitrião.

Quando hospedada na casa de alguém, não fique na cama até o fim da manhã se a casa se levanta cedo – siga as normas da casa.

Em nenhum momento ofenda a família da qual você está prestes a fazer parte, e definitivamente não em público.

Você normalmente chama as atenções para si. Talvez deva se perguntar por quê.

Ninguém se casa em um castelo a não ser que more nele. É um comportamento ostentoso, de celebridade.

Entendo que seus pais não possam contribuir muito para pagar os custos do seu casamento. (Não há nada de errado nisso, exceto que o costume é tal que se presume que eles tivessem poupado ao longo dos anos para os casamentos de suas filhas.)

Se esse for o caso, seria delicado rever as suas expectativas e ter um casamento mais modesto, de acordo com a renda de ambos.

Pode-se pensar que Heidi Withers esteja se dando tapinhas nas costas por ter fisgado um jovem tão bom partido. Tenho pena de Freddie.”

terça-feira, 28 de junho de 2011

Ronaldinho Gaúcho recebe homenagem da ABL




Recebi o vídeo acima há pouco por email: Ronaldinho Gaúcho recebeu a medalha "Machado de Assis", a maior honraria concedida pela Academia Brasileira de Letras. Fui checar e é verdade. No dia 11 de abril deste ano, o jogador recebeu a medalha, que, até então, era considerada a honraria máxima da nossa maior entidade de cultura. Sim, porque depois que Ronaldinho Gaúcho recebeu-a, tanto a ABL quanto a própria honraria perderam a sua credibilidade, o seu valor (pelo menos para mim). Já pensou a CBF entregando um prêmio de jogador a Arnaldo Jabor?
Quem deve estar comemororando - desde então - devem ser os vereadores da nossa cidade. Afinal, se os "imortais" da ABL podem dar a honraria máxima a um jogador de futebol, porque eles não podem sair distribuindo um "reles" título de cidadão natalense?
Se cuida Miguel Nicolelis, Ronaldinho Gaúcho está na área...

segunda-feira, 20 de junho de 2011

A oposição de Micarla

A quem interessa o impeachment de Micarla? A todos, menos quem quer se candidatar a prefeito. Numa campanha, sempre existem basicamente dois lados: situação x oposição.
E, pela popularidade de Micarla, a briga maior será para que ela continue e só exista um candidato forte na oposição. Na conjuntura atual, segundo os entendidos, é bem mais fácil de vencer a atual prefeita do que o vice, Paulinho Freire.
Portanto, acampamentos na Câmara, declarações, manifestações, entrevistas, etc, só servirão para desgastar a não muito boa imagem política de Micarla.
E, nos bastidores, a briga será para ver quem vai enfrentá-la em 2012.

terça-feira, 14 de junho de 2011

Redes sociais x administração pública

Todo político que se preza hoje tem, pelo menos, perfil no twitter. Alguns já enveredaram até pelo facebook. Faz sentido, afinal 99% - das pessoas que acessam a internet, navegam em alguma rede social - sendo 71% para o orkut, 40% para o facebook e 21% para o twitter, aproximadamente. E esse número de pessoas que acessam cresce a cada dia.
Só que as instituições estão ficando esquecidas nesse processo. Diferentemente dos políticos, secretarias, órgãos, superintendências, institutos e etc. não possuem esse canal direto com a população. O sistema público sempre foi marcado pela burocracia e as redes sociais pelo dinamismo. Taí um primeiro bom motivo para eles não andarem juntos.
Tem a questão da exposição para a imprensa, etc, etc.
O fato é que um excelente canal de relacionamento com os eleitores/clientes (sim, porque somos todos clientes da empresa chamada RN) está aberto. E ninguém está atento para isso. As redes sociais públicas instituicionais praticamente não existem aqui, e quem sair na frente pode levar vantagens - políticas - grandes no futuro.
É lógico que isso - caso seja implementado - é um trabalho contínuo, e a população também tem que fazer a sua parte.
Mas, nada começa perfeito!

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Reconhecimento facial no facebook.

O Facebook expandiu nesta terça-feira para mais países, entre eles o Brasil, o recurso de reconhecimento facial para facilitar a marcação de amigos em fotos na rede social. A ferramenta, que já estava disponível nos Estados Unidos, identifica e marca o rosto dos contatos e é habilitada automaticamente, o que renova as preocupações com privacidade na rede social.

A empresa de segurança Sophos publicou um post em seu blog dizendo que muitos usuários do Facebook reclamaram que a ferramenta de reconhecimento facial estava sendo habilitada sem nenhum aviso. "Novamente, parece que o Facebook está corroendo a privacidade dos usuários em segredo", escreveu Graham Cluley, consultor-sênior de tecnologia da Sophos.

O Facebook afirmou em comunicado, em resposta à postagem da Sophos, que "deveria ter sido mais claro com as pessoas durante a ampliação do serviço". A nota diz que as sugestões de marcação de fotos são feitas apenas quando o usuário sobre novas imagens, que os amigos são apenas sugeridos e que o recurso pode ser desativado nas configurações de privacidade.

Lançado em dezembro nos Estados Unidos, o software do Facebook varre cada imagem enviada ao site, sugerindo automaticamente o nome das pessoas presentes nas fotos. Isso é possível graças a um banco de dados que inclui as fotos do perfil e também as imagens já marcadas.

Quem quiser desabilitar o recurso deve ir em "Configurações de Privacidade" e, em "Itens que outros compartilham" e desativar a opção "Sugerir fotos minhas a amigos".

Com informações da terra.com.br

#prasemprefenomeno



#prasemprefenomeno é uma campanha desenvolvida plea Nikefutebol para homenagear Ronaldo. Osvídeos estão postados no youtube.
Neste, com mais de 350.000 exibições até o momento, a nike mostra a importância dele para o futebol, de como ele mudou costumes, criou moda, enfim, virou referência mundial no esporte. "A.R." (antes de Ronaldo) e "D.R." (depois de Ronaldo, são as expressões usadas no vídeo e que sintetizam bem a mensagem.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Holandesa tatua o nome dos seus 152 amigos do Facebook




Há alguns dias, um alemão não colocou "privado" no convite deseu aniverário enviado a amigos pelo Facebook. Resultado: mais de 1.500 pessoas foram a festa.
Agora, uma holandesa tatuou em seu corpo as fotos (devidamente autorizada por eles) dos seus 152 amigos também do Facebook. E ainda tem gente que duvida do poder das mídias sociais.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

60 anos


















Numa determinada noite, após marcada a data do meu casamento, meu pai chamou a mim e a Luciana para uma conversa. Na realidade ele queria fazer três pedidos a ela. Entre eles, que não me fizesse esquecer de tomar meu remédio nunca, já que sou epilético e basta tomar minha dosagem diária de topiramato para a vida seguir normalmente.
Esse mesmo homem que pediu isso, uma vez me liga do hospital dizendo que houve um "problemazinho", e pergunta se eu posso fazer um pagamento para ele. Estava quase infartando. Se a gente tocar no assunto, não dá muito certo.
Essas histórias ilustram bem quem é Marcelo Dieb: uma pessoa que é capaz de esquecer da própria vida para que os seus queridos estejam bem. E hoje ele está completando 60 anos.
Por conta dessa característica principal, ele nunca foi um homem de "posses" (acho que nunca quis) - como se diz no interior - mas, é impressionante como é absurdamente querido pelas pessoas que tem a oportunidade de conhecê-lo melhor (gera até ciúmes, heheh), mesmo com seu jeito perfeccionista, metódico e às vezes "meio neurótico" de ser. Quem gostaria de conviver com alguém assim? Quando esse alguém é Marcelo Dieb, essas características se tornam irrelevantes por causa do tamanho do seu coração, carisma, dedicação,etc...
Severino Vieira, Rosa Dieb, Tonha, Marilda Dieb e Carlos Ivan estariam orgulhosos do caçula que hoje já não pode ser chamado assim, pois não combina muito com alguns cabelos brancos que teimam em aparecer a cada dia.
Essa missão ficou aqui para Celeste, Bia, eu, André, Carol, Daniel e Luciana, devidamente respaldados por Maeterlink, Jussier, Zé Ivo, Tio Ugo, Tio Quincas, Marco Gurgel, Arnaldinho, Eduardo, Ricardo e tantos outros que estão muito bem representados por esses.
Hoje, dia 06/06 ele completa 60 anos. Coincidência? Talvez. Mas é a "cereja do bolo" de alguém tão especial. Até os números comemoram esta data.
Em algum lugar de New York, ele estará "sorvendo" um bom uísque, comendo muito bem (e postando no twitter, óbvio), e de preferência com uma excelente música.
Afinal, não é todo dia que se comemora 60 anos de uma luta "grande e desigual".

Beleza do futebol x beleza no futebol.

No último sábado, parei para fazer uma coisa que não fazia há algum tempo: assistir um amistoso da seleção.
Na hora do hino a câmera vai passando e todos os jogadores vão sendo mostrados: a minha impressão é que - como eles são muito ricos - eles gostam muito daquela frase: "Não existe gente feia, existe gente pobre". Garanto que, se eles jogassem futebol com a mesma preocupação que cortam cabelo, passam gel, escolhem chuteira, colocam esparadrapo nos braços para serem identificados em campo, etc, etc. O rendimento com certeza seria bem maior. A beleza do futebol está sendo substituída pela beleza no futebol. Só que as pessoas que pagaram de R$ 140,00 a R$ 340,00 em Goiânia, não queriam ver de Neymar seu penteado e sim seus dribles, queriam que Robinho imitasse Pelé nos gols e não no topete, queriam que o cabelo de Fred estivesse brilhando do suor e não do gel, e por aí vai.
Diferentemente dos anos 60, 70, 80, onde o futebol prevalecia. Didi, Pelé, Garrincha, Nilton Santos, Gerson, Zico e tantos outros jogavam - e estavam tão preocupados somente em fazer isso - tanta bola que não dava espaço nos programas esportivos para que os repórteres ocupassem a ausência do futebol com reportagens sobre cortes de cabelo ou géis.
A CBF pode ganhar mais uns potenciais patrocinadores para a amarelinha. A indústria de cosméticos é poderosa e nossos jogadores, são mais craques nisso do que com a bola nos pés.
Se eu tivesse pago para ir aquele jogo, sairia de lá direto para o PROCON.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

Bullying, Amanda Gurgel, fakes no twitter... O que virá depois?

Há alguns dias (em escala maior), o assunto que dominava as conversar, principalmente as que aconteciam nas redes sociais era o "bullying". O termo "americanizado" para definir a violênica física ou psicológica que a criança recebe a escola e que pode deixar sequelas para o resto da vida. Obviamente, a maioria dos brasileiros - incluindo os natalenses - com sua criatividade, levaram a sério, mas também resolveram se divertir às custas do termo, inventando piadas e brincadeiras.
Rapidamente o termo foi deixado de lado, devido a uma professora que disse "o diabo" na frente dos deputado na AL - mas de forma elegante e ordeira - e que por isso foi para no Faustão. Pronto, não se falava em outra coisa, a não ser em Amanda Gurgel.
Agora, bastou um tribunal condenar um vereador em Londres, que estava criando fakes no twitter para que, aqui em Natal, esse viesse a ser o assunto. Nas redes sociais está "bombando". Existem os que repugnam essa prática, tem os que defendem e tem os que se divertem vendo a banda passar.
Aqui dois dos fakes mais famosos - @prefeitamimi e @paquitamoema - que são da prefeita Micarla e de Thalita Moema, respectivamente, estão - pelo menos essa semana - causando uma "resenha" virtual grande.
É, a tecnologia fez com que as notícias cheguem e se tornem manchetes muito rápido. Mas, que sejam substituídas com a mesma velocidade.
O que estará no lugar dos #fakes na próxima semana? (ou é tempo demais?)

terça-feira, 31 de maio de 2011

R$ 600.000.000.000,00

Por volta do meio-dia de hoje, a gente deve tá entregando ao governo a mísera quantia de R$ 600.000.000.000,00 (seiscentos BILHÕES de reais em impostos), segundo o "impostômetro" que fica em São Paulo. No ano passado, este memso número só foi alcançado no dia 24/06.
Se formos dividir por cada brasileiro, era como se cada um de nós tivesse entregue aos nossos "tiriricas" a quantia aproximada de R$ 3.100,00 já que a população brasileira está avalidada em 190,7 milhões, de acordo com o censo do IBGE de 2010. Neste ritmo, vamso terminar o ano deixando aproximadamente R$ 7.500,00, segundo João Eloi Olenike, presidente do Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT).
Com um "gênio financeiro" como Palocci trabalhando ao lado de Dilma, era de se esperar que a empresa que ela administra - o Brasil - arrecadasse cada vez mais. Pena que nós, os clientes, não tenhamos opção na hora de escolher, nem PROCOM e SAC - por piores que sejam - para reclamar.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Foi ela quem engravidou de Neymar?

















O nome dela é Fernanda Souza Barros e é, segundo informações, a suposta (ou verdadeira) mãe do filho de Neymar.
Com ou sem filho, ela mostra que é bem íntima do craque.

A internet e os políticos.

O protesto ocorrido ontem contra Micarla e Rosalba - no cruzamento da Salgado Filho com a Bernardo Vieira - foi todo organizado pelo twitter.
Amanda Gurgel chegou ao Faustão, Jornal da Record e etc, graças ao youtube.
Isso não seria possível dez anos atrás.
Esses são dois exemplos recentes de como a internet está influindo inclusive no modo de agir dos políticos. Esses políticos, que dominam a grande maioria dos meios de comunicação tradicionais, não tem esse mesmo poder na net - o mais democrático e, a cada dia que passa, popular - meio de comunicação que existe.
Com isso, determinadas ações que são feitas ou não, rapidamente estão difundidas para a sociedade. Videos de corrupção, fotos de desserviço, declarações, etc, etc. Coisas que antigamente eram editadas ou censuradas de acordo com a conveniência da emissora e seu partidarismo político, não correm mais esse risco na grande rede.
Assim, os gestores públicos passaram (eu acho) a ter um pouco mais de cuidado, em todos os aspectos, pois não só os seus atuais "inimigos políticos" (sim, pois na política tudo muda muito rápido, inclusive as amizades e inimizades), mas toda a população está de olho. E para cobrar, em sua grande maioria. Quem (dos políticos) não se adaptar a essa nova realidade, fatalmente sofrerá prejuizos.
A mobilização da opinião pública pode ser importante e começa a dar resultados. E isso, para alguns dos nossos eleitos, não é muito bom.
Se esses gestores não fossem amparados em leis tão "camaradas" e numa infinidade de recursos...
O judiciário bem que poderia ser mais rigoroso.
Dinarte Mariz uma vez disse que o "senado é melhor que o céu". O senado e os demais cargos públicos podem até trazerem benesses maravilhosas, mas não acredito que nem na época de Dinarte nem no céu a cobrança seja do jeito que é hoje.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Amanda Gurgel: o certo e o duvidoso.

A repercussão foi imediata (ou quase). Como a imprensa local é quase toda dominada pela classe política e os órgãos governamentais são os maiores anunciantes (patrocinadores), o pronunciamento de Amanda Gurgel só foi ter vez no rádio, tv e jornal depois que, espontaneamente a população o elegeu como campeão de audiência através do youtube e o divulgou de graça pelas redes sociais. Daí para o Faustão, Jornal da Record, etc, etc foi um pulo.
Porque? Na minha visão ela expressou na cara - e no lugar - de pessoas apropriadas, de forma coerente, mas se impondo, o desejo de uma classe profissional que nunca teve direito a uma dignidade mínima de trabalho. Não houve o menor esboço de reação - e olhem que eram políticos que lá estavam - pois não havia como reagir.
Com isso, ela - Amanda Gurgel - ganha status de heroína. A população, sedenta de justiça, de um(a) salvador(a) da pátria, vê nessa pequena mulher uma ínfima possibilidade de um começo de vida melhor. Será? Acho pouquíssimo provável.
Não respondo pelo Brasil, mas na nossa cidade, no nosso estado, o poder público oferece bensesses a muita gente, de forma direta ou indireta. Essas pessoas tem famílias e, portanto seus votos são multiplicados por 4, 5 ou mais.
Pessoas que hoje aplaudem e gritam o nome de Amanda Gurgel, na hora do voto, trocaram seus (ou de alguém muito próximo) confortáveis contra-cheques (ou contratos), expedientes de 06 horas diárias, varias feriados e recessos e tudo mais que o maravilhoso poder público oferece por uma aposta incerta?
Sendo bem pragmático, não sou muito otimista ao responder essa pergunta.
Nesse caso vale muito aquele ditado. "É melhor o certo do que o duvidoso."

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Amanda Gurgel: as atenções se voltaram para ela.



Amanda Gurgel, a corajosa e articulada professora que calou os deputados e movimentou as redes sociais durante esta semana teve todas as atenções voltadas para ela. Entrevitas, seu nome no "TT Brasil" como um dos 10 assuntos mais discutidos no twitter, personalidades como Marcelo Tas, Zelia Duncan, Gilberto Gil escreveram sobre ela no seu microblog. Jornais eletrônicos como O Globo, Uol e etc. também. Todos enaltecendo a corajosa atitude dela. E eu também.
Mas, será que a mensagem de Amanda foi bem passada? Será que, em vez do foco ser ela, não deveria ser a necessidade real e imediata da melhoria da educação em Natal, no RN, no Brasil?
Ou os professores, que aqui ganham R$ 930,00 de salário-base e tem que dar 3 turnos de aula para ter um mínimo de condição de vida e comparando com as vestimentas dos deputados e da secretária de educação?
Ou as condições precárias das escolas?
Enfim, tudo o que ela explanou no seu discurso, como está no vídeo acima, até então visualizado por mais de 147.000 pessoas, foi colocado em segundo-plano, em detrimento da sua coragem de falar.
Para a imprensa e para a maioria de nós, a necessidade de uma celebridade, de um "herói", é proporcional a de Amanda Gurgel de querer ter condições dignas de trabalho e remuneração.
Ela fez a parte dela em expor o caos, de forma prática e sucinta, pois está vivendo nele. E merece todos os méritos por causa disso. Mas, como ela mesma disse, a nossa educação, como a saúde, a segurança, e etc, etc, necessita de urgênica.
Não nos apoiemos em Amandas Gurgeis. Façamos o mesmo, cada um do seu jeito.
Nós precisamos disso. E muito!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Jantar da Associação de Gastronomia do RN












A gula é um dos sete pecados capitais. Se é para cometê-lo, que o façamos em alto estilo. Como? Indo para o jantar da Associação de Gastronomia do RN. Vejam só o que nos aguarda.

Entrada
- BARQUETAS DE ENDÍVIA COM MIX DE COGUMELOS FRESCOS AO ALHO PORÓ

Primeiro Prato
- CAMARÃO AO MOLHO DE CAJÁ COM CANELA E MUSSELINE DE MANDIOQUINHA COM FARORA DE PARMESÃO

Segundo Prato
- RISOTO DE CORDEIRO COM QUEIJO DE MANTEIGA

Sobremesa
- GANACHE DE CHOCOLATE, REDUÇÃO DE FRUTAS, FAROFA DE LEITE E SORVETE DE TAPIOCA.

After
- CAFÉ COM PETIT FOURS PELA BARISTA CRIS MARTINS

O chef Márcio Freire será o responsável por essas maravilhas gastronômicas.
O jantar será na próxima quarta (25/05/11), à partir das 20:30h, no Restaurante La Terrazza, do Hotel D´Beach Resort.
Os pouquíssimos convites restantes poderão ser adquiridos somente pelo telefone (84) 8865-8000.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Ele aumentou seu patrimônio 20 vezes em 4 anos

Antonio Palocci, o nosso atual Ministro da Casa Civil, aumentou em 20 (vinte) vezes o seu patrimônio num período de 04 anos. Vinte vezes representam 2.000% (dois mil por cento, o que dá uma média de 500%/ano. Segundo suas justificativas, isso se deve aos seus serviços de consultoria.
Veja bem, estamos diante de um gênio do mundo político/empresarial. Como alguém pode crescer tanto (500%/ano) como consultor e ainda ser Ministro da Casa Civil ao mesmo tempo?
Acho que as duas atividades requerem competência e dedicação, para serem bem-executadas. Com certeza ele as faz, mas usando a famos "Lei de Gerson" - O Negócio é levar vantagem em tudo.
A culpa é dele? Acho que não. Existe um ditado que diz: "o que não proibido, é permitido", portanto enquanto não o proibirem, ele multiplicará por 30, 40, 50 vezes.
Se fosse realmente sério, um homem que desempenha essas duas funções e consegue esses resultados seria capa da Forbes.
Detalhe: São os rendimentos declarados (imagine o resto) e ele já era deputado federal quando do inicio dos 04 anos.
É, estamos diante de um dos maiores "consultores" do mundo.
Viva o Brasil!

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Políticos são gestores?

Ontem no Fantástico passou uma matéria sobre as condições da merenda escolar em algumas cidades do Brasil - incluindo Natal. O resultado, mais uma vez foi: corrupção, propina, material entregue de baixa qualidade, falta de gestão e planejamento, alimentos vencidos, etc.
Foi entrevistada uma professora, onde ela afirma que com R$ 0,80 dá pra fazer um prato com feijão, arroz, carne e hortaliças. E o MEC repassa até R$ 0,95 por prato/pessoa. O que falta? Nesse caso - como em muitos outros - GESTÃO!
Um gari, para fazer concurso e varrer rua, tem que ter o segundo grau. Um político, para administrar uma cidade, estado ou país, basta ser alfabetizado. É muito contraditório. Pessoas sem a menor preparação para assumir determinada área o fazem porque tem voto, ou são amigos de políticos. O problema é que essas áreas são as que regem as nossas vidas, de forma direta ou indireta.
Acho que o nível de exigência para de assumir qualquer cargo publico deveria ser mais alto, e não estou falando de urnas, e sim de leis. Talvez com profissionais de verdade gerindo nossas cidades/estados, escândalos como esse, da merenda, poderiam ser minimizados!

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Sopão para moradores de rua de Natal










Ontem foi a minha primeira vez numa atividade que há muito tempo tinha vontade de fazer. Distribuir comida para os moradores de rua da nossa cidade. Entrei para um grupo que faz isso todas as quintas, sempre após às 21:00, por causa da empresa que doa os pães. É uma experiência que mistura vários sentimentos.
Existem, como moradores de rua, pessoas de várias características: homens, mulheres, crianças, homossexuais, jovens, velhos, negros, brancos, etc. A miséria não tem distinção e preconceito.
Os alimentos são doados por instituições (02 tipos de sopa, pães,) e as demais coisas que se usam (bananas, copos, café com leite, etc) são conseguidas por doações esporádicas ou comprado pelos voluntários mesmo. Está pronto o cardápio que, para alguns é a única refeição do dia.
Existe um trajeto pré-determinado pelo grupo, e as paradas são feitas onde sempre tem maior número desses moradores, mas, se for encontrado algum no meio do caminho, para-se o carro e atende. Fome é fome!
Entre as coisas que me chamaram atenção, vale destacar algumas: em sua maioria, são pessoas educadas, sabendo muito bem usar o "por favor" e "obrigado". São pessoas ordeiras: fazem fila, não se tem problema com isso. São pessoas solidárias: na hora da chegada dos carros, é comum escutar gritos e alguns correndo para chamar outros que estão perto para também comerem.
Lógico que nem tudo são flores, a vida é muito cruel com eles, portanto...
Existem muitos drogados, tem foragido da justiça, mãe que se prostitui com uma criança de 2 anos no colo, bêbados. Mas, em NENHUM MOMENTO, tive a menor sensação de risco. Muito pelo contrário. Conversas, brincadeiras, agradecimentos. Essa é a nossa recepção. E, o sorriso! De todas as formas, de todos os jeitos, mas sincero.
O grupo da qual estou começando a participar é composto por 04 pessoas. Existem outros grupos que fazem o mesmo trabalho em outros dias da semana.
Quem quiser participar, pode entrar em contato, não existe hierarquia, religião, política, nada. Só vontade de ajudar o próximo. E, se não quiser ir na distribuição, pode ajudar (e é muito importante) com novos fornedores de alimentos, copos, etc. Ou de qualquer outra forma.
No final, a sensação de "dever cumprido" é indescritível.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Criança de 5 anos paga tratamento de câncer vendendo desenhos pela net.

Essa notícia foi publicada no Globo.com e deve ser lida como exemplo de superação e determinação.










Um menino norte-americano de 5 anos conseguiu pagar o próprio tratamento de câncer vendendo 3 mil desenhos de monstros, palhaços e alienígenas na internet, muitos deles feitos na cama do hospital.

Aidan Reed, que vive em Kansas City, nos Estados Unidos, foi diagnosticado com leucemia em setembro do ano passado.

Os pai dele, Katie e Wiley, tiveram de ver o filho enfrentar semanas de sofrimento com o tratamento de quimioterapia e outros procedimentos dolorosos, mas tinham esperanças, já que os médicos haviam dito que o tipo de câncer de Aidan tem uma taxa de cura de 90%.

Só que com as contas de hospital se acumulando, os Reed tiveram de colocar a casa da família à venda. Foi aí que surgiu a ideia de transformar um hobby de Aidan em fonte de recursos.

'Eu gosto de desenhar cavaleiros, bobos da corte, palhaços assustadores e alienígenas', disse Aidan ao Survivors Club, uma organização que ajuda pessoas que enfrentam adversidade.

'Eu também gosto de me vestir de palhaços bons e palhaços malvados. Eu posso ser um lobo ou um zumbi...'
Sucesso
Durante o tratamento, Aidan gostava de desenhar monstros. Estes desenhos foram colocados à venda na internet pela tia do menino, Mandi Ostein.

'Meu número de sorte é 60, então eu decidi que iria vender 60 desenhos', disse Ostein.

Mas o sucesso foi tanto que a tia de Aidan acabou transformando sua casa em um centro de impressão e envio de desenhos. Muitos deles eram 'assinados' pelo artista.

Pedidos chegaram de vários países do mundo, inclusive do Brasil.

'Eu fiquei chocado com a reação aos desenhos de Aidan. Acho que para ele também tem sido uma boa distração da doença', disse o pai de Aidan, Wiley Reed.

No fim, foram vendidos cerca de 3 mil desenhos, arrecadando mais de US$ 30 mil ( R$ 47 mil), o suficiente para cobrir todos os gastos com o tratamento e cancelar a venda da casa da família.

'É absolutamente inacreditável. Nós somos moradores de uma cidadezinha do Meio Oeste americano. Este tipo de coisa não acontece com a gente', disse Ostein.

terça-feira, 3 de maio de 2011

Micarla: "Se os cristãos tem AC/DC, Natal também terá.

Segundo a prefeita Micarla de Sousa, a Copa está para Natal como Cristo para os cristãos. "Nós cristãos temos uma sigla. AC/DC que representa o período antes e depois de Cristo. Natal terá o seu AC/DC, que será o antes e depois da copa. Ela representará um marco histórico para a nossa cidade."
Esse pronunciamento foi feito agora há pouco no auditório do MP/RN, durante a audiência publica sobre a Copa de 2014.

Jussier Santos fora do América

O ex-presidente do América, Jussier Santos, não fará mais parte da Junta que irá governar o América. A decisão - que foi motivada por saúde - será comunicada aos demais integrantes hoje à tarde, no escritório de Eduardo Rocha. Com isso, os nomes que Jussier iria levar com ele para o América também não irão.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Se beber, cuidado para não ficar nesse estado.

É, no dia seguinte deve ter rolado a famosa "ressaca moral".

Sobre o América.

É muito importante essa união que está acontecendo para o reerguimento do América.
Pessoas que já fazem parte da história do clube estão de volta para tentar - mais uma vez - tirá-lo de uma situação difícil, e certamente isso deve acontecer.
O problema é: como não afundar mais uma vez?
Acho que o América - assim como todos os clubes de futebol - deve ser tratado como uma empresa. E times de futebol tem um público-alvo certo, disposto a consumir produtos exclusivos daquela marca, desde que compense.
Muito se fala em maior torcida aqui no estado, etc, etc. Não é o problema em questão, mas se pegarmos os 5 (ou mais) últimos públicos acima dos 25 mil pagantes aqui no estado, todos são do América. Isso é um dado importante.
Dizem que "A torcida do América é a elite". Outro dado importante, pois tem poder de consumo, porém é mais exigente (se realmente for verdade).
O carro chefe de toda essa marca - América - é o futebol. Ele é que faz despertar a paixão do torcedor. E paixão nunca anda de mãos dadas com a razão. E é na hora da paixão que o cliente fica mais "rico".
Então, o primeiro passo para fortalecer financeiramente o América é montar uma boa equipe. Não a de futebol, isso fica para depois. Tem que se ter gente muito boa que saiba montar time de futebol, gerenciar financeiramente um clube, abrir portas, conhecer o submundo do futebol, vender a marca, ser empreendedor, etc, etc. Como num time, cada um jogando na sua.
Com esse time montado, parte-se para montar a equipe de futebol. O torcedor não quer saber qual a competição que se disputa, ele quer ganhar. Basta ver o público dos acessos para as séries B e A. Praticamente os mesmos, sendo que em competições distintas.
Feito isso, é hora de se trabalhar para começar a faturar em cima da paixão. Time ganhando significa muito. O torcedor quer mostrar a todo mundo que ele, a mulher, o filho, a empregada, quem quer que seja, são americanos. Ele quer mostrar o seu orgulho pelo clube. Orgulho é uma palavra que faz parte do América. Está no seu slogan "informal" - Orgulho do RN - está no seu hino. E a diretoria tem que saber aproveitar bem esse orgulho. Mas, lembrando, tudo na vida é uma troca. E com o aumento do poder aquisitivo, as pessoas querem qualidade naquilo que compram. E isso serve inclusive para os torcedores americanos.

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Partidos POLITICOS

Acho que a maioria dos eleitores não sabem o que siginificam as siglas dos partidos. E precisa? Eles - os partidos - só existem hoje porque os políticos precisam dele para se candidatar e - tal qual os sindicatos - se unir para reivindicar cargos, ministérios, emendas, etc.
Deve ser assim: "O PMDB tem a maior bancada da Câmara. Pra senhora aprovar o quer, Dilma, tem que nos dar 5 ministérios, 3 secretarias, 8 superintendências, etc."
Pronto, negociação patrão empregado.
E pensar que essas "aprovações" são as leis que vão reger as nossas vidas. E são negociadas por cargos. Ou seja, se a vontade do grupo não for respeitada, dane-se se o projeto for bom para o país.
Escrevi isso, por conta da recriação do PSD. Onde o ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, está angariado políticos no país afora - principalmente os insatisfeitos e de oposição - para trazê-los ao governo e desfrutarem de todas as suas benesses.
Esse "partido" já está bem grande, e já pode barganhar muita coisa para seus filiados.
Por favor, não esqueçam de nós, pobres mortais.

Saúde é essencial para a vida (política)?

O Hospital pediátrico Maria Alice Fernandes teve suas atividades suspensas, o Hospital de Currais Novos está quase fechando, a UNICAT não tem nem AAS.
Isso é porque, às vezes, quando cumprimento alguém, escuto a seguinte frase: "Eu vou bem, tô com saúde. Sem saúde não dá pra fazer nada".
É verdade, sem saúde não dá para fazer nada. Mas, não dá para fazer nada pela saúde?
Talvez porque, se a saúde (promovida pelo governo) estiver funcionando, em época de camapanha, remédios e consultas médicas não poderam mais ser trocados por votos.
Mas, ainda falta muito para a próxima campanha, né? Então, tem que aguentar: "Quando casar, sara", como dizia minha vó.
Melhor é começar a rezar e pagar um bocado de promessas até lá.

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Obras para a Copa?

As últimas chuvas no Rio causaram grandes estragos, principalmente na região do Maracanã, onde deve acontecer a final da copa de 2014. Foi inevitável a pergunta. "E quando vier a Copa, vai continuar tudo assim?"
Essa mesma pergunta é feita aqui em Natal quando chove (trânsito e alagamentos), quando há algum assalto, quando há problemas no aeroporto, etc, etc.
A copa de 2014 será a solução para todos os problemas do Brasil (cidades-sede)?
Por que tanta preocupação com um evento que acontecerá daqui a 3 anos, que trará milhões de pessoas ao nosso país, mas que essas pessoas só passaram no máximo um mês por aqui, enquanto nós é que vivemos o dia-a-dia?
Na minha humilde resposta, para a maioria do povo, a Copa é um último sopro de esperança para se ter os serviços obrigatórios do governo (hospitais, trânsito, aeroportos, segurança, etc.) sendo oferecidos em melhores condições para nós que moramos aqui, pois até hoje, todos os gestores que passaram nas esferas municipal, estadual e federal foram INCAPAZES de dar esses serviços à altura dos impostos que pagamos. Só que a FIFA exige muito para levar a Copa para algum país, por isso,todas essas melhoras. É, devíamos aprender com ela - FIFA - em termos de nível de exigência (principalmente na hora de escolher gestores).
Aí eu me pergunto: se não hovesse copa aqui, ia continuar tudo do jeito que tá?

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Facebook faz guarda perder posto em casamento real.

Cuidado com o que se coloca nas redes sociais.

Veja o que aconteceu. Li agora no site www.info.com.br

Uma usuária do Facebook e membra da Guarda Real do Palácio de Buckingham será afastada do trabalho na próxima sexta-feira (29), dia do casamento do príncipe William com Kate Middleton.

Em seu perfil, Cameron Reilly, de 18 anos, teria chamado Kate de “vaca arrogante” e “cadela riquinha”. O motivo das ofensas seria a “antipatia” de Kate ao passar pelos portões do Palácio.

“Ela e William passaram de carro por mim na sexta e tudo o que eu recebi foi uma porcaria de aceno enquanto ela olhava pro outro lado, vaca arrogante idiota. Acha que eu não sou bom o suficiente para eles! Cadela riquinha", escreveu ela em sua conta.

Segundo a BBC, a escocesa entrou para as Forças Armadas no ano passado. Entre suas fotos no Facebook, ela aparece segurando uma metralhadora e beijando uma garrafa de vodka, além de dizer que tem interesse em “causar confusão”. Reilly também teria feito comentários racistas contra negros, judeus e paquistaneses.

O príncipe William e Kate Middleton se casam na próxima sexta-feira, em Londres. O evento será transmitido pelo YouTube.

Thalita Moema candidata?

Durante a Semana Santa, entre os vários assuntos, o #combustivelmaisbaratoja não poderia ficar de fora, já que é o do momento.
Falou-se sobre o preço dos postos, boicotes, resposta dos empresários, etc. Mas, um assunto em especial me chamou atenção: Disseram que a "rainha do twitter" Thalita Moema, que abraçou essa campanha junto com o vereador Julio Protásio, sairia candidata nas próximas eleições.
Verdade isso? Tomara que não! Nada contra a pessoa - até porque nem a conheço - mas, não vejo nela alguém preparada para discutir leis e projetos em favor de quase um milhão de pessoas.
Mas, se for, acho que valem alguns questionamentos.
Será que seu prestígio como "twitteira" vai lhe garantir os apoios necessários?
Será que apenas o #combustivelmaisbaratoja é suficiente para dar credibilidade a uma pessoa pra ser vereador(a) aqui em Natal? Ou ela tem algum trabalho social fora do mundo do twitter?
Será mais uma aproveitando a oportunidade de estar temporariamente um pouco em evidência para entrar no maravilhoso mundo da política?
Ou será que ela entrará apenas para puxar alguns votos para alguma coligação?
Por enquanto são só especulações, mas como onde há fumaça há fogo...

terça-feira, 19 de abril de 2011

Sobre a nota do Empresário Beto Santos.

O Empresário Beto Santos, publicou hoje uma nota nos principais jornais da cidade. Nela, ele coloca entre outras coisas, o telefone para prestar quaisquer esclarecimentos e responder quaisquer dúvidas. Uma atitude, que nenhum outro elemento que representa algum centavo de real na composição do preço do combustível teve coragem de fazer. Por que?
Beto Santos é dono de posto. E o posto representa o final de uma cadeia produtiva que começa com a extração de petróleo e que, por isso, está levando toda a culpa.
Fazendo uma comparação, você vai a um restaurante e tudo dá errado: do atendimento a bebida, passando pela comida, que veio ruim. Você culpa quem? O garçon. Mas, ele é responsável por gelar a cerveja? É ele quem cozinha?
Se os donos de postos tem sua parcela de responsabilidade nesse preço absurdo que pagamos pelo combustível? Claro, mas não são os únicos.
Quando os vereadores vão mudar as leis que permitem ampliar a concorrência?
Quando o governo vai baixar seus impostos?
A sociedade tem que se voltar para medidas definitivas, não paliativas.
Não podemos é querer que um único elemento dessa cadeia produtiva (os postos) mudem, enquanto os demais (ANP, Governos estaduais e municipais) continuem ganhando da mesma forma. Não acho justo. E, além do mais, com todos contribuindo, nós pagaríamos muito menos.

Cerveja com Viagra? Na Inglaterra já tem.

Isso é que é unir o útil ao agradável.

"Londres - Uma cerveja que será lançada essa semana promete causar furor na Inglaterra. Além de garantir a felicidade dos boemios de plantão, a bebida vem com um brinde entre seus ingredientes: o Viagra. Beber três garrafas seria o equivalente a tomar uma pílula azul para melhorar o desempenho sexual, conta o jornal The Sun.


















Chamada Royal Virility (Virilidade Real, em português), a cerveja foi criada especialmente para marcar o casamento do príncipe William com Kate Middleton. A bebida contém, ainda, outros ingredientes afrodisíacos e chocolate. Dezenas de garrafas já foram enviadas ao príncipe para a festa de casamento.

Devido aos fortes efeitos da cerveja - que deve custar o equivalente a 30 reais -, os compradores só poderão comprar uma garrafa por vez, inicialmente. Apenas 40 garrafas serão produzidas, a princípio, mas o plano é continuar a produção se a bebida se tornar um sucesso."

FOnte: O dia online

10 razões para se adotar redes sociais nas empresas

"Muitas empresas tem receio de utilizar redes sociais dentro das empresas alegando que haverá queda na produtividade de seus funcionários. Isso prova, como sempre, que as pessoas preocupam-se mais em identificar os problemas do que em enxergar as oportunidades presentes em certas decisões. Esse tipo de pensamento focado apenas no problema faz com que as empresas substimem a capacidade criativa, de mobilização e criatividade coletiva das pessoas dentro das empresas.

A realidade das empresas mudou. A competição é muito maior do que no século passado e isso faz com que a inovação seja a principalmente competência a ser desenvolvida pelas empresas. Inovação que deve vir de todos os lugares da empresa. A emrpresa deve buscar conhecimento onde quer que ele esteja, seja dentro ou fora da empresa. Alguns dizem que ela deve ser “chuveiro” (de cima para baixo), outros dizem que deve ser “bidê” (de baixo para cima), mas o importante é que ela seja do tipo “hidromassagem” (de todos os lados).

Mauro Segura, consultor da IBM, revelou o resultado de uma pesquisa que a própria IBM faz regularmente, chamada “CEO study - The enterprise of the future”. O estudo apontou 5 tendências:

- As empresas serão ávidas por mudança;

- Inovação de fora para dentro;

- Empresas globalmente integradas;

- Disruptivas por natureza;

- Pensam na sustentabilidade e no longo prazo;

Diante desse cenário, as empresas devem basear suas ações no desenvolvimento do seu capital intelectual a fim de criar uma cultura de inovação em que todos sintam que são livres para expor suas idéias. Para isso, é preciso dar voz as conversas existentes dentro das organizações. Nesse sentido, as redes sociais são ótimas ferramentas para criar esse ambiente de conversas dentro das empresas, pois ela aproxima as pessoas e facilita a conexão entre pessoas com interesses comuns e que poderiam compartilhar ideias.

Nesse sentido, Mauro apresenta as 10 razões para se adotar redes sociais dentro das empresas:

- Acesso rápido e fácil ao conhecimento: com as ferramentas atualmente existentes, é muito fácil criar um ambiente onde as pessoas possam discutir, apresentar suas idéias e registra-las para outras pessoas consultarem.

- O ser humano adora redes sociais: especialmente os brasileiros, uma vez que mais de 80% dos brasileiros, que se conectam a Internet, participam de algum tipo de rede social. Brasileiro gosta de conversar;

- A inovação aparece: o ambiente das redes sociais facilita o surgimento da diversidade de perspectivas e opiniões, condição essencial para surgimento da inovação;

- Quebra da barreira geográfica: você pode conversar com qualquer pessoa independente da localização geográfica em que ela esteja;

- Quebra da barreira hierarquia: talvez seja esse o maior temor de quem está no comando das empresas. Não existem escadinhas que deve ser escaladas para que as informações e as opiniões cheguem ao alto escalão da empresa. Isso é irreversível e incontrolável;

- Comunicação direta sem intermediários: comunicação sem filtros. Não existe mais aquela de que “Quem conta um conto aumenta um ponto”;

- Identidade pessoal: nas redes sociais, você tem a oportunidade de mostrar quem você é. Você pode expressar suas opiniões e suas crenças;

- Referências: é uma oportunidade de criar um grande conjunto de referências para posteriores consultas;

- Política de portas abertas: deixe a comunicação fluir livremente e você se surpreenderá com a capacidade de criar coletivamente de seus funcionários;

- Tecnologia simples e fácil: não é preciso ser um expert em tecnologia ou em construção de sites para você montar sua rede social. Existem ferramentas que auxiliam qualquer pessoa na criação de um blog, por exemplo.

Adotar redes sociais dentro das empresas potencializa a geração de inteligência coletiva dentro das empresas, além de descobrir pessoas talentosas, que ficam escondidas na imensidão dos cargos e departamentos das empresas, e facilita a identificação dos agentes de mudança dentro da empresa e que podem influenciar outras pessoas a se tornarem inovadoras. Aliás, Mauro apresentou o resultado de um estudo da universidade de Melbourne de que funcionários que utilizam redes sociais são 9% mais produtivos do que aqueles que não usam.

Com certeza, no século XXI o valor está no intangível.



Por Marcelo Bastos (http://hsm.updateordie.com/author/mbastos/)"

Fonte: www.hsm.com.br

Veja quando um contato abrir sua janela do MSN

O Messenger Discovery Live é um ótimo complemento para os usuários do mensageiro instantâneo da Microsoft., o Windows Live Messenger. O aplicativo adiciona vários recursos ao MSN e possibilita que as pessoas façam e descubram coisas que sempre tiveram vontade, mas que não são possíveis de ser realizadas no programa original.

Com esta dica, você será avisado quando um contato abrir uma janela de conversação com você, mesmo que ele não envie nenhuma mensagem. Com isso, além de poder surpreender seus amigos, enviando uma mensagem antes deles, você também poderá saber quando uma pessoa pensou em falar com você e desisitiu (o que pode significar alguma coisa).

Entretanto, vale lembrar que, por ser um aplicativo sem ligações oficiais com o Windows Live Messenger ou com a Microsoft, o funcionamento do Messenger Discovery está sujeito a falhas e nem sempre suas informações são corretas.

Passo 1. Feche completamente o MSN Messenger, inclusive da barra de tarefas.

Passo 2. Faça o download do Messenger Discovery Live no site do Baixatudo e instale o programa no seu computador.

Passo 3. Abra o Windows Live Messenger e faça o login com as informações da sua conta.




















Passo 4. Na página principal do MSN, clique no ícone do Messenger Discovery (um balão colorido), no canto inferior direito da janela, e selecione a opção "Configurações".

Passo 5. Na coluna de menus da esquerda, clique na opção "Alertas" e, ao lado direito, marque a caixa correspondente a "Uma janela de conversação for aberta".














Passo 6. Em seguida, clique em "OK" para salvar a alteração e continuar o MSN.
saiba mais


Após esses passos, você passará a ser avisado quando um contato da sua lista abrir a sua janela de conversação no MSN. Use essa vantagem a seu favor da maneira que achar mais conveniente e surpreenda seus amigos. O programa possui muitos outros recursos interessantes e, graças à sua interface simples, é possível compreendê-los sem muito esforço.













Observação

Devido a problemas de incompatibilidade com o MSN 2011, as configurações do Messenger Discovery não são salvas depois que o programa é fechado. Isso faz com que alguns dos seus recursos não funcionem, visto que é preciso reiniciar o MSN para que as alterações tenham efeito. Para utilizar seus recursos, a recomendação é utilizar o MSN 2009.

Desinstalação

O desinstalador do Messenger Discovery pode não funcionar corretamente em alguns sistemas, causando travamentos ou passando a não responder. Para remover o programa, utilize a desintalação manual, que consiste em deletar os arquivos do Messenger Discovery do diretório "Arquivos de Programas" do Windows e da pasta do "Windows Live Messenger".